Neste site há censura pura e dura, para anti-touradas!!!
Data/Hora: terça fev 20, 2018 5:26 am

Os Horários são TMG




Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 5 mensagens ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: A Ignorância dos anti-touradas
MensagemEnviado: terça out 26, 2010 10:14 am 
Desligado

Registado: domingo out 10, 2010 12:20 pm
Mensagens: 4
A ignorância dos anti-touradas
Por Manuel Peralta Godinho e Cunha

Na minha opinião para se gostar da Festa Brava é necessário uma sensibilidade especial e como em qualquer arte, uns sentem mais, outros menos e também há os que não sentem nada. Isto é verdade com a tauromaquia, também é verdade com a pintura, escultura, música, etc. Quantas pessoas, mesmo com formação académica superior, são insensíveis à beleza de uma escultura, à combinação de cores numa pintura, aos acordes de uma boa música, etc.

A tauromaquia, ou as tauromaquias, são manifestações culturais dos povos do sul da Europa, mais concretamente da península Ibérica, de França e de alguns países da América Latina: México, Colômbia, Venezuela, Peru e Equador.

O toiro bravo é um animal que luta, que pode matar. Mas é provavelmente o único animal que sendo bravo é também nobre. É exactamente essa nobreza que permite as regras de tourear.

A bravura e a nobreza de um toiro notam-se principalmente pela investida recta para quem o excita. Contudo essa bravura pode também ser observada em outros detalhes do decurso da lide. Assim, em praça e ao sair do curro, o toiro bravo arranca-se com viveza para os capotes de e para qualquer lugar da arena e remata em tábuas sem querer saltar a trincheira; investe nos capotes sem levantar as patas dianteiras (mãos) arranca-se de largo para o cavalo do picador; não corta a saída perante os pares de bandarilhas e investe direito na muleta. Esse é o toiro bravo.

Claro que para haver toureio de verdade terá que haver toiro de lide.

Mas o gostar do toureio tem a ver com a sensibilidade. A aficion é uma paixão. Ser aficionado resulta de algo muito natural. Ninguém o será forçado.

Claro que quem viveu sempre em ambiente urbano, longe da natureza e dos animais dificilmente gostará de uma corrida de toiros. Esse terá pena dos toiros porque viu umas efémeras imagens no cinema ou na televisão.

Outros “amigos dos animais” estão aliviados das imagens tristes dos frangos no calor e ambiente horrível dos aviários. Frangos que nunca estiveram à luz do dia e que têm um óptimo aspecto já depenados e enrolados em película aderente. Galinhas poedeiras que passam a vida em gaiolas que não lhes permitem dar, sequer, um passo, não obstante os ovos aparecerem devidamente limpos e bem alinhados das prateleiras dos supermercados.

Também faz confusão a muita gente que alguns “amigos dos animais” mantenham em cativeiro - num apartamento - cães de grande porte a comerem só e exclusivamente rações e tenham periquitos e canários em gaiolas...

Os aficionados à Festa Brava respeitam naturalmente todas as opiniões e não querem que ninguém vá contrariado ver uma corrida de toiros.

Mas, seria bom que os recalcados anti-touradas não confundam toiros de lide com gatos, cães, periquitos ou papagaios. Esses são animais de cativeiro.

Os toiros de lide têm a dignidade dos lutadores e, por isso, os pegamos de caras em Portugal.
Claro que pior, bem pior, é o mau trato de grande parte dos animais racionais uns com os outros nas guerras, na falta de assistência básica, na dependência das drogas...Isto não parece impressionar em nada alguns grupos que só estão interessados na mediatização das suas ideias anti-touradas e no pavor que as corridas de toiros sejam transmitidas pela televisão. Para isso invocaram até a necessidade de se protegerem as crianças de, em casa, verem em directo imagens da última Corrida TV.

Assim, por decisão do Tribunal de Lisboa e relacionado com uma providência cautelar interposta pela Associação Animal - que visou restringir a exibição televisiva das touradas - a RTP ficou impedida de transmitir em directo a 44ª Corrida TV.

Segundo esta decisão da juíza Maria João Matos, o espectáculo só poderia ser retransmitido depois das 22,30 horas. E por zelosa e diligente segurança, o programa só deveria ir para o ar com um indicativo visual apropriado (a bolinha vermelha).

Neste país "democrático" podem ser transmitidas a qualquer hora, cenas de violência, enforcamentos de dirigentes árabes, casos relacionados com pedofilia, mesas redondas com gays e lésbicas e outras diabruras. Mas, como providência cautelar, aos portugueses em geral recomenda-se que só vejam programas tauromáquicos a horas avançadas na noite para "não influir de modo negativo na personalidade das crianças".

Uma ternura! Parece que estamos no país das maravilhas...

Por causa semelhante, quando no final do século XIX foram proibidas durante algum tempo as pegas na praça de toiros de Lisboa, escreveu Ramalho Ortigão:
Citar:
"...às razões de brandura de costumes, de humanidade, de filosofia, de civilização invocadas pelos que dirigem esta jigajoga, eu, humilde intérprete do povo, só uma coisa oponho: é que má raios partam o zelo tísico de tanto maricas, de tanto chocinha, de tanto lambisgóia!"
Que falta faz esta RAMALHAL FIGURA...


Topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: quarta out 27, 2010 8:17 am 
Desligado

Registado: segunda ago 23, 2010 1:01 pm
Mensagens: 3
Excelente!


Topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: quarta out 27, 2010 8:37 am 
Desligado
Praticante

Registado: quinta ago 12, 2010 11:11 am
Mensagens: 12
Localização: Loulé
Parabéns.
Foi o texto mais sentido que li até hoje de alguém que sente e defende a festa brava.
Para os anti touradas vale tudo menos lidar toiros bravos.
É assim.
De certeza que mais gente ouve aquelas vozes ignorantes do que ouvirão as dos aficionados.
José Branco


Topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: quarta out 27, 2010 3:24 pm 
Desligado
Matador

Registado: sexta jun 06, 2003 12:36 pm
Mensagens: 470
Caro Manuel,

Gostaria de completar com mais alguns argumentos de Defesa da Festa Brava, gostaria de citar uma opinião minha que escrevi há cerca de 1 ano num debate que começou com o tópico Animais... Circos... Proibição... E Uma Ideia... Boa ou Má? na rede social de comunidades portuguesas pelo mundo (TheStarTracker), mas que sempre que falavam dos animais de circo, diziam "esta batalha já foi ganha, a seguir serão as touradas" até que as tantas irritei-me de ler aquelas barbaridades e escrevi o seguinte:

Resposta de Filipe Graciosa na rede TheStarTracker Escreveu:
Citando Vasco Correia:
"Não sou hipócrita! Como carne... gosto de porco, peru e vaca... mas daí a gostar da matança do porco, de touradas ou degolar galinhas vai uma distância abismal. Detesto!!!"

Caro Vasco Correia,

Gostaria de saber como é que pensa que a carne que come é tratada durante a sua vida até chegar ao seu prato, acho giro as pessoas só se preocuparem com os casos dos pobres animais que aparecem na televisão e ignorarem completamente os que não aparecem. São contra as touradas e os animais de circo, mas já aqui alguém viu o explorações de animais intensivas de carne?

Falam mal das Touradas, coitado do Touro que sofre para o público se divertir, o Touro das touradas tem uma vida de Rei em que só come erva e cobre vacas, tem o mínimo contacto com os humanos e vive 5 a 6 anos em enormes prados verdejantes, sofre no final da sua vida, e infelizmente sofre mais devido aos queridos dos anti-touradas acharem uma barbaridade matarem o touro na arena, devido a essa opinião o touro tem de ir vivo para dentro e só pode ser morto num matador, se a tourada for a sexta-feira o touro tem de estar 3 dias com as feridas abertas para segunda-feira poder ser morto no matador, mas pelo menos não é morto na arena... Isto é hipocrisia pura e dura, em Espanha matam os touros na arena, é rebocado de tractor e estão 4 talhantes à espera do touro, quando o 2º touro entra o primeiro já está todo desmanchado e em câmaras frigoríficas. Mas o que importa é que o touro não seja morto na arena porque o público é muito sensível, só podem ver cabeças a serem rebentadas e as tripas a saírem da barriga nos filmes e desenhos animados a qualquer hora do dia na televisão mas touros é que não...

Voltando a carne de engorda que comem, os bois/vacas passam a vida sem ver a luz do sol, em baias de 2x3metros para se mexerem pouco e não gastarem muitas calorias, só comerem ração de engorda e aos 3 anos são mortos (mais vale ter uma pequena vida de Cão do que uma grande vida de Rei e morrer em combate).

As galinhas estão em enormes corredores em cubículos, com um comedor em frente e um buraco para cair as fezes e os ovos, mas esses também não sofrem, porque não aparecem em público...

Como é feito o patê de fígado de ganso (Foie Gras = Figado Gordo)? Metem os gansos dentro de uma gaiola mínima, para não se conseguirem mexer, metem um funil e alimentam de 6 em 6 horas com alimentação cheia de gordura até o fígado rebentar..., mas esses também não sofrem, porque não aparecem em público...

Podia continuar sem parar para verem a hipocrisia das Associações dos Direitos dos animais, só defendem os animais que são "mediáticos", preocupam-se tanto com a defesa de alguns animais de circo, alguns touros, algumas baleias, porque é que não se preocupam com os milhões se não biliões de peixes todos os dias que são mortos por asfixia ou esvaimento em sangue? Pensei que as vidas dos animais eram todas iguais, ou a vida de um touro vale mais que a de um peixe....?

Cumprimentos
Filipe Figueiredo Graciosa
In: http://www.thestartracker.com/forum/topic.asp?t=132751#133032

Manuel o que acha de tentarmos neste tópico, levantarmos todos os argumentos de Defesa da Festa Brava, para alguns aficionados com menos conhecimentos terem ainda mais argumentos, para quando tiverem conversas com verdes e conseguirem sempre deixa-los sem contra-argumentos ;)

VIVA A FESTA BRAVA :)

Cumprimentos

_________________
Filipe Graciosa


Topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: sexta dez 10, 2010 12:53 pm 
Desligado

Registado: sexta out 08, 2010 9:24 am
Mensagens: 2
Vejamos:
Os "anti-qualquer-coisa", são quase sempre gente profissional da treta, isto é, não são apenas "amantes" ou militantes, têm um discurso estruturado e bem preparado e gerem bem as suas actuações, a imagem e por isso os reputo de profissionais do debate...

Nós não! Muitos de nós não sabemos defender eficazmente as nossas idéias e os gostos, porque nunca nos preparámos para isso e quando falamos destas questões o fazemos com os "nossos", falta-nos por isso um discurso igualmente estruturado e dirigido. Muitos dos debates a que assisto, vejo do lado "deles" gente bem preparada e obviamente formatada para ali estar... do "nosso" lado está quase sempre gente respeitável, mas que não sabe comunicar e menos debater! E que
não vai preparada... e depois, perdem-se boas ocasiões.

Ouvi o Herr Flick (adivinhem quem é!) dizer que o toiro bravo não tem valor ecológico! Um absurdo e um disparate daqueles do tamanho de uma casa, mas que passou... porque não houve essa capacidade ou saber, para contrapor que o toiro faz parte sim do biótopo chamado montado, como da lezíria...

E oiço-os dizer "temos dados que..." e no entanto nunca ninguém perguntou como e quem os recolheu? E lhes contesta a origem, isenção e qualidade! Há dados apontados por eles que nem devem ser sequer rebatidos e sim contestada a sua qualidade!


Topo
 Perfil  
 
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 5 mensagens ] 

Os Horários são TMG


Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Toureio Sol e Sombra Touro Bravo Cavalonet
Grupo Tauromáquico Sector 1 Taurodromo Touro e Ouro Naturales Tauromaquia
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por phpBB Portugal